1. MOSTEIROS DA O.S.B.
  2. BIBLIOTECA
  3. CANTO GREGORIANO
  4. CASAMENTOS
  5. GASTRONOMIA
  6. BRUNCH
Mosteiro de São Bento de Jundiaí

O Mosteiro de São Bento desta cidade de Jundiaí foi fundado no ano de 1667, aos dois de junho, por Estácio Ferreira e sua mulher Violante Jorge, que edificaram a capela moré, doaram com seus terrenos adjacentes, sendo nomeado seu primeiro presidente, Frey João do Espírito Santo.
Por mais de 40 anos os monges beneditinos colaboraram para o progresso real da nossa gente.
O interessante altar em São bento de Jundiaí, apesar do seu desenho tão estranho que lembra o estilo quinhentista, foi para a capela dos índios, de pinheiros, entre 1736 a 1740 então dirigida pelos monges beneditinos, em 1780, o altar foi transferido para a sacristia da igreja de São Bento na capital, onde permaneceu até 1911, ano em que foi transportado para a igreja beneditina de Jundiaí.

Do mosteiro de Jundiaí em 12 de setembro de 1764, assinado pelo Frei Manoel de Santa Gertrudes, foi enviado um relatório, obedecendo à ordem de vossa reverendíssima, com prestação de conta e rendimento do então denominado hospício que era localizado em uma chácara, da qual tirava-se o sustento para o presidente e o companheiro.
Neste hospício tenho residido e continuando o mesmo ponto, digo que no ano de 1724 nele existiram, três monges e o presidente, os quais vendo a impossibilidade de que tinham para poderem ser sustentados, pretenderam largar o hospício, porém opondo-se a câmara e moradores da vila.
Isto é o que na verdade posso informar a vossa revendíssima, reportando-me aos livros, recibos e foros desta casa, dos quais melhor pode ver a miséria em que vive o monge que nela reside.

Jundiaí, 12 de setembro de 1764
Assinado Frei Manoel de Santa Gertrudes

Presidente

Mosteiros Dependentes

Sorocaba
Jundiaí
Entre em Contato

fale conosco
localização



Desenvolvido Por: